SUPER-HERÓIS URBANOS E BRASILEIROS,

EXISTE VIDA ALÉM DO “MORCEGÃO”

Num país com tanta criminalidade e violência como o Brasil, seria inevitável que os quadrinhos nacionais refletissem isso.

O Doutrinador pode ter sido o primeiro a chegar aos cinemas, mas o Brasil tem uma vasta galeria de vigilantes mascarados que combatem o crime e a corrupção, inimigos muito mais reais do que demônios de outra dimensão ou aliens genocidas. Confira alguns dos principais “justiceiros” nacionais:

JOU VENTANIA
Augusto Oliveira era um jovem sem rumo quando foi escolhido por uma força mística para defender o equilíbrio entre as forças do bem e do mal. Faz parte de uma linhagem de pessoas excepcionais. É o único a controlar poderes especiais, incluindo força sobre-humana e grande capacidade de regeneração. Estrelou um game de sucesso para celular e um jogo de RPG. Seu apelido foi dado pelas crianças da cidade fictícia de Venceleng, onde atua patrulhando as ruas. Criado por Lincoln Nery.

LAGARTO NEGRO
Diferente de outros super-heróis, o Lagarto Negro não tem sua origem nem seu nome verdadeiro revelados. Não tem super poderes nem usa arma letais, tendo preferência pelo nunchaku. É treinado em guerrilha urbana e táticas antiterroristas em Israel. Utiliza essas habilidades para proteger a parte “feia” da Cidade Maravilhosa. Também se diferencia por ser um super-herói brasileiro publicado há mais de 20 anos. Criado por Gabriel Rocha.

O DOUTRINADOR
Difícil haver um fã brasileiro de HQ que nunca tenha ouvido falar do Doutrinador, primeiro super-herói brasileiro a ganhar um filme “live-action” nos cinemas. Diferente do filme, a HQ mostra o personagem apenas como um ex-militar e não se aprofunda no seu passado. Em vez de perseguir criminosos de rua, esse vigilante mata políticos e empresários corruptos. Virou um grande sucesso na internet em 2013, lançado poucos meses antes das manifestações de rua que sacudiram o País. Criado por Luciano Cunha.

CHUMBO GROSSO
Apesar de ser um artista plástico em sua identidade civil, Cain Cruz tem força física excepcional e personalidade muito belicosa, daí ser conhecido como Chumbo Grosso. Ainda não tem uma origem detalhada, mas se diferencia por ser um dos poucos super-heróis brasileiros nordestinos, que opera nas ruas de Olinda. Criado por Glaydson Gomes.

RESISTENTE
O jovem Eduardo Oliveira é filho de um dos maiores pesquisadores em células-tronco do mundo. O pai lhe aplicou células especiais que lhe dão força, velocidade e capacidade de regeneração sobre-humanas. O personagem ganhou um curta de animação que está disponível no Youtube. Criado por Juliano Rocha.

ESCORPIÃO AMARELO
Esse herói tem uma origem complexa e bastante trágica. João era enteado do delegado da cidade fictícia de Ilha Da Selva, que sofre com a ação de uma gangue. O padrasto de João é morto de forma traiçoeira e a mãe do menino é assassinada também. Ele e sua meia-irmã foram mandados para um orfanato. João lidera uma rebelião e descobre ser capaz de teleportar as outras crianças para fora da instituição. Ele então passa a fazer parte de um grupo não governamental que reúne pessoas com dons especiais, mas invejosos armam para ele e o herói se torna um fora-da-lei enquanto tenta provar sua inocência e se livrar dos traidores. Criado por Leandro Batista.

POR ALEXANDRE WINCK

Já pensou em conhecer esses personagens e ainda encontrar com os seus criadores?

Venha visitar a exposição “Super-Heróis do Brasil” que acontecerá no mês de julho no Continental Shopping, em São Paulo – pertinho de Osasco. Nos finais de semana 06 e 07, 13 e 14 você poderá bater uma papo com os verdadeiros criadores desses universos no Canto dos Criadores – Creator´s Corner

Continental Shopping (11) 4040-4981
Av. Leão Machado, 100 – Jaguaré, São Paulo – SP, 05328-020