EDITORA PUBLIGIBI LANÇA HQ A.R.A.R.A
SEGUNDO SUPER-HERÓI DA SAGA TIME DA LUZ

A.R.A.R.A e Amanhecer são os primeiros títulos de uma série de revistas em quadrinhos que começam a ser lançadas pela editora este mês.

O Brasil precisa de novos heróis. Foi com esta ideia, lápis na mão e paixão por HQ’s, que o roteirista e fundador da editora PUBLIGIBI, Daniel Vardi, em parceria com o produtor executivo, Dante Schiffini, literalmente colocou no papel o projeto do Time da Luz, uma equipe formada por cinco super-heróis brasileiros, no qual cada um terá sua narrativa contada em uma revista em quadrinhos. A edição Time da Luz 2 – A Origem do A.R.A.R.A – abreviação de Arsenal de Rastreamento Aéreo e Radical da Aeronáutica -, segundo herói da saga a ganhar HQ com seu nome, chega às bancas de todo o país no final de novembro, junto a edição 1 – A Origem do Amanhecer.

A princípio, serão seis edições publicadas pela editora, sendo que cada uma terá a missão de introduzir o herói da saga que virá na sequência: Amanhecer, A.R.A.R.A, Paladino, Metalmark e Boiadeiro, que juntos formam o Time da Luz, título da sexta edição. Há planos para o lançamento de uma coletânea completa, também no formato digital, com os quadrinhos individuais de cada herói e mais uma história inédita.

A.R.A.R.A é um personagem jovem, de origem indígena e humilde, descoberto ainda criança por um oficial da aeronáutica, que o treina e o torna um excelente piloto e ferramenta de combate do governo brasileiro. “Ele é a alma do soldado, tem disciplina, é um excelente piloto e especialista em diversas formas de combate. Mantém seu coração puro e segue o que acredita ser verdade”, explica Vardi, que se inspirou em mais de seis personagens de quadrinhos para criá-lo. “Dizem que se você se inspira em mais de seis (personagens) então você tem um novo. Homem-Pássaro, Falcão Negro, Falcão Azul, Anjo, Silver Hawks entre outros mesclados com o Máquina de Guerra foram minhas principais inspirações para compor as características deste personagem”, fala.

Para essa edição, foram convidados três artistas para o desenvolvimento da arte. “Convidei o Valter Santos para os traços porque ele tem uma excelente narrativa com personagens voando. A arte-final ficou aos cuidados da Márcia Sandrine, que também coloriu o Amanhecer; e as cores para Cássia Alves, que realçou a história com seus tons azuis e metálicos”, diz Vardi, que é designer, jornalista e fundou a PUBLIGIBI em 1998, com foco no mercado de arte gráfica brasileira. “A ideia era a de criar espaço para que as pessoas pudessem trabalhar no mercado, como estamos fazendo agora com o Time da Luz, de forma colaborativa. O que queremos é montar um sistema para que esta arte continue sendo produzida”, conta ele que também leciona desenho para crianças de até 14 anos na editora.